Brasília, 23/01/2018 – Tomou posse, em 14/12, na Procuradoria-Geral do Ministério Público de Contas do Acre (MPC/AC), o advogado e administrador de empresas Sérgio Cunha Mendonça, para o biênio 2018/2019. O novo PGC já havia exercido o cargo entre 2010 e 2011. Pós-graduado em Direito Constitucional, pela Universidade do Sul de Santa Catarina, Sérgio Cunha entrou para o MPC/AC como Procurador, em 2005, antes foi assessor jurídico da Comissão Permanente de Licitação do governo do Acre. Ainda em 2005, foi Procurador-Geral do Município de Rio Branco.

“Manter o cumprimento das atribuições ministeriais independentes, ágeis e voltadas para o interesse público” é a missão do Procurador-Geral de Contas do Acre, em seu novo mandato. Sérgio Cunha reconhece melhorias estruturais, nos últimos anos, no MPC/AC, porém ainda há carências para a realização de “trabalhos mais aprofundados”, com a necessidade de ampliação do quadro técnico de pessoal, com novos assessores e auditores.

O novo Procurador-Geral de Contas do Ministério Público de Contas do Acre ofereceu algumas rápidas opiniões ao site do CNPGC:

CNPGC – Quais os principais desafios para o novo Procurador-Geral de Contas do MPC/AC?

Sérgio Cunha – Aprimorar a gestão a partir da experiência adquirida como Procurador-Geral de Constas no biênio 2010/11, e da observação das ações desenvolvidas pelos colegas que me antecederam no cargo.

CNPGC – Quais os planos do novo PGC/AC para a atuação do MPC/AC?

Sérgio Cunha – Atuar mais fortemente na prevenção, orientando os gestores, e intensificar a fiscalização em áreas mais vulneráveis, com maiores probabilidades de dano ao erário.

CNPGC – Qual sua principal missão como PGC do MPC/AC?

Sérgio Cunha – Manter o cumprimento das atribuições ministeriais independentes, ágeise voltadas para o interesse público.

CNPGC – Em sua opinião, como a população vê o MPC/AC?

Sérgio Cunha – O MPC é pouco conhecido, mas temos trabalhado esse tema nos eventos técnicos, ministrados aos poderes e órgãos do Estado e dos Municípios, levando informações relevantes acerca da nossa atuação.

 

Share