O Ministério Público de Contas do Estado está investigando possíveis irregularidades no Tribunal de Contas de Goiás. Segundo a denúncia, mais de 170 cargos comissionados estariam sendo ocupados de maneira indevida, o que teria resultado em desperdício de cerca de 25 milhões de reais só no ano passado.

Sobre esse assunto, Luiz Geraldo e Mariani Ribeiro conversaram com o Procurador-Geral do Estado, Fernando Carneiro.

Para ouvir clique aqui

Para visualizar clique aqui