Brasília, 28/01/19 – O Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Contas está de luto e solidariza-se com todos os irmãos de Minas Gerais, em especial as famílias em Brumadinho, local que, no dia 25/01/19, foi palco de mais uma tragédia na área da mineração brasileira.

O CNPGC chama a atenção das autoridades e da sociedade para o importante trabalho feito pelo Tribunal de Contas da União, intitulado Segurança de Barragens de Rejeito de Mineração (link no final do texto), cuja leitura recomenda-se nesta postagem.

O CNPGC faz coro com todos os desabrigados, inclusive os que perderam tudo e seus parentes, pedindo justiça, punição para os responsáveis, ressarcimento às vítimas, para que possam ser garantidas condições dignas de sobrevivência, cuja dor não tem reparação, e, sobretudo, que essa triste e dolorosa tragédia não se repita mais em nosso país.

Uma coisa são desastres naturais, outra, são desastres provocados pela omissão, incompetência, irresponsabilidade e menosprezo ao interesse coletivo, sobrevalorizando interesses econômicos.

Que esse lamentável episódio chame, ainda, a atenção de todos para o necessário respeito ao meio ambiente, que não se protege flexibilizando regras, numa aposta insegura de que o lucro pode compensar momentaneamente investimentos e crescimento a qualquer custo.

Não haverá jamais maior riqueza que as naturais, abundantemente concedidas ao nosso país, e que devem ser preservadas para esta e futuras gerações.

Ao povo de Brumadinho e de MG, as nossas orações.

Leia aqui: Segurança de Barragens de Rejeitos de Mineração

Share